terça-feira, 11 de março de 2014

Não jogar lixo no chão é uma questão de respeito.

O lixo que produzimos deve ser tratado de um forma séria, pois somos responsáveis por tudo aquilo que produzimos.
primeiramente devemos saber que existem dois tipos de Lixo:
1 - O Biodegradável 
2 - NÃO-Biodegradável.
Devemos ter respeito pelo Meio Ambiente que é tudo o que nos rodeia, preservamos e cuidar para que nos possamos desfrutar e para as futura gerações, ensinar desde pequenos onde devemos jogar o lixo, e que se não tem uma lixeira próxima, devemos guardar até encontrar uma.
Você não joga lixo destro de sua casa, joga papel de bala ou embalagem de bolachinha recheada quando termina no meio da sua sala né? As Calçada da sua cidade fazem parte do patrimônio público, ou seja cuidar do patrimônio publico tbm é uma tarefa co cidadão, não adianta nada a prefeitura andar limpando as ruas e calçadas se você não ajudar a manter lipo.
Você gosta de ver a calçada da sua casa suja? Acho que não né? Quando você joga lixo no chão, você esta sujando a calçada de outras pessoas.

Recentemente o Estado do Rio de Janeiro (estado que mais tem Curtido a pagina no Facebook do Mundo do Biólogo, Obrigado pelo carinho pessoal!!) criou recentemente uma multa para quem jogar lixo no chão.
É possível que alguém ache essa medida exagerada, mas mais exagerado do que isso é o volume de lixo jogado no chão. Apenas no ano passado, foram recolhidas das ruas, praias, encostas e outros lugares onde não deveria haver lixo nenhum mais de 1,2 milhão de toneladas de resíduos. O equivalente a três Maracanãs repletos de lixo. 

A eventual falta de lixeiras por perto não deveria servir de desculpa, pois que em várias cidades do mundo elas também não são fáceis de encontrar (no Japão há cidades em que elas são raríssimas) e nem por isso há sujeira nas ruas. Nessas cidades, o cidadão reconhece a parte que lhe cabe em relação ao lixo que gera, e não se importa de transportar consigo o resíduo até que seja possível descartá-lo de forma segura.
Apenas para dar um exemplo da situação limite a que o Rio chegou: na Avenida Rio Branco, uma das mais movimentadas da cidade, existem 100 cestas coletoras de cor abóbora, daquelas que chamam a atenção de longe. Ainda assim, são abandonados no chão 580 quilos de lixo por dia. Uma equipe de 16 garis é obrigada a varrer as calçadas da Rio Branco quatro vezes por dia. (Se alguém que mora no Rio de janeiro quiser dar alguma opinião a respeito desse assunto fique a vontade, friso que a intenção aqui não é julgar culpados, mas sim debater a situação.)
Diante deste fato entramos em outra questão ocorrida recentemente: a greve dos garis, se já não bastasse o lixo jogado em lugar indevido, os garis entram em greve! Como ficaria a situação dessa cidade?

Temos que lembrar também na questão ambiental que o acumulo de lixo, atrai Baratas e roedores além dos insetos, e que com as chuvas e ventos esse lixo do chão é levado para os rios e córregos ocasionando o entupimento e consequentemente o alagamento das cidades.

Para finalizar, na minha opinião é que somos responsáveis por tudo aquilo que fazemos e produzimos, portanto temos que ter o bom senso e ter um pouco de respeito e educação não jogando lixo no chão e guardando pra por na lixeira mais próxima.